Criei expectativas: e agora?

por | abr 29, 2021

Todo mundo, em alguma fase da vida, já ouviu a frase “não crie expectativas”. Seja no momento em que você está começando um novo romance ou aguardando a resposta de uma entrevista de emprego – não importa, sempre tem alguém próximo a você disposto a lembrá-lo disso. Mas, afinal, criar expectativas é realmente algo ruim.

Criar expectativa não deve ser encarado como “o fim do mundo”. Isto porque é inevitável não aguardar por notícias boas em determinadas situações da vida, como a possibilidade de um emprego novo, a aprovação num vestibular ou aquela resposta sobre o seu aumento.

Nos relacionamentos, isso também acontece. Quando você está conhecendo alguém legal, que respeita você e compartilha dos mesmos interesses, é inevitável não sentir uma pequena ansiedade, e até euforia, para que o novo romance dê certo.

Porém, como tudo na vida, quando em excesso, pode fazer mais mal do que bem. Assim como comer fruta demais e se exercitar além da conta podem acabar trazendo mais prejuízos do que benefícios a sua vida, quando falamos sobre criar expectativas a regra se repete.

Quando criamos expectativas demais, ou fantasiamos para um futuro muito distante e inimaginável, esse sentimento pode se tornar ansiedade ao perceber que não conseguirá atingir aquele objetivo – e pode até paralisar você! Veja só, o equilíbrio importa.

Além de não fugir da sua realidade, outra dica importante é você não ficar tentando “evitar criar expectativas”, pois isso pode lhe gerar mais ansiedade ainda! Sentir um certo anseio por notícias boas, no final das contas, não é algo ruim. Só não pode paralisar você a ponto de lhe gerar mais ansiedade.

Só espera por um aumento, quem trabalha duro e mostra resultados. Assim como só cria expectativas acerca de um novo relacionamento, quem se dispõe a conhecer o outro e deixa-se conhecer.

Esse sentimento pelo inesperado desse “algo novo” pode ser muito gostoso e você deve aproveitá-lo! O que você não pode é sonhar algo muito distante – procure se manter atenta à realidade. Afinal de contas, criar expectativas pode não ser tão ruim assim!

Como posso viver a expectativa de maneira saudável? 

Como falamos anteriormente, criar expectativas não é um bicho de 7 cabeças que deve ser vencido a qualquer custo. Por isso, separamos algumas dicas para ajudar você a experienciar esse sentimento de maneira saudável:

1 – Atenha-se a sua realidade

Não espere trocar de emprego se você não está se candidatando a vagas. Por isso, instale-se na sua realidade e espere por notícias boas que sejam plausíveis de acontecer na sua vida.

2 – Respeite a expectativa dos outros

Assim como você pode estar ficando ansiosa por algo acontecer na sua vida, as pessoas ao seu redor também podem estar vivendo isso. Por isso, cuide para não gerar falsas expectativas em seus amigos e familiares.

3 – Respire fundo 

Criar expectativas em excesso pode gerar crises de ansiedade. Observe-se e respire fundo para evitar crises profundas. Lembre-se de se perguntar: “isso está dentro da minha realidade?”

4 – Procure ajuda de um psicólogo 

Não hesite em procurar ajuda psicológica se você não estiver conseguindo passar por crises de ansiedade por ter criado expectativas inalcançáveis.

mulher feliz e liberdade

Cuide de sua saúde mental e não fuja dos seus sentimentos. Lembre-se que, afinal de contas, sentir aquele frio na barriga por alguma expectativa criada pode ser muito prazeroso. Aproveite!

 

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *