O que é um relacionamento abusivo e como sair dele?

por | set 30, 2021

Estar em um relacionamento abusivo não significa apenas sofrer agressão física. Violência psicológica, sexual e financeira também configuram sintomas de uma relação doentia – e são tão prejudiciais quanto tapas e socos. Por isso, entender o que é um relacionamento abusivo poderá lhe livrar de ter um – ou sair o quanto antes.

 

O que é um relacionamento abusivo?

O relacionamento abusivo não inicia com agressões físicas. Muito pelo contrário: ele começa sutilmente e você nem percebe que está sendo manipulada. Primeiro, você acredita que está sofrendo por um excesso de amor e de cuidado. Logo após, você começa a ceder aos caprichos do amado que são só para o “seu bem” e para você se tornar uma pessoa melhor.

Quando você percebe, já se afastou de todas as suas amigas e família, está com a autoestima lá embaixo, acredita que somente ele é capaz de querer ficar com alguém tão cheia de defeitos e você está vivendo apenas a vida dele. O relacionamento abusivo possui fases e o amado vai desenvolvendo cada vez mais manipulações e agressões – à medida que ganha confiança na sua submissão.

 

Como identificar um relacionamento abusivo?

Ao viver um relacionamento abusivo, é muito mais difícil identificá-lo do que olhar de fora e perceber que alguém próxima a você está submetida a este tipo de relação. Por isso, separamos alguns indícios que podem lhe ajudar a identificar um relacionamento abusivo.

Ciúmes excessivo

O ciúmes excessivo pode vir travestido de “excesso de amor”. Muitas pessoas confundem o ciúmes como um gesto de romance, mas na verdade essa é uma maneira que o abusador usa para controlar você. O amor é gentil e suave.

Invasão de privacidade

Tudo bem que você começou um relacionamento e que já não há mais segredos entre vocês, mas você deve preservar a sua individualidade. Num relacionamento abusivo, o limite entre compartilhar uma vida a dois e privacidade desaparece: quando você menos perceber, ele já sabe todas as suas senhas, lê suas mensagens e e-mails escondidos sem você saber. Amor é também confiança.

Afastamento de sua rede de amigos e família

O afastamento das outras pessoas começará de forma sutil. As justificativas podem ser diversas: não gosto daquela pessoa, aquela sua amiga “não presta”, aquele seu colega de trabalho dá em cima de você, etc. Sem perceber, você vai se afastando de pessoas que estão na sua vida há muito mais tempo.

Manipulação

A chantagem é uma das principais armas usadas no relacionamento abusivo. Caso você não aja de acordo com as expectativas do parceiro, ele começará a manipulá-la de que se você for embora, não é boa o suficiente para encontrar outra pessoa ou, em casos mais extremos, que ele irá se matar. A consequência da manipulação é o medo e você para de agir “contra” ele.

Rebaixamento da autoestima

A partir do medo e da insegurança geradas pela manipulação, a sua autoestima é completamente destruída. Você para de acreditar que é capaz e bonita e começa a agradecer aos céus por alguém tão elevado quanto ele aceitar ficar com alguém tão imperfeita quanto você. O verdadeiro amor eleva e não destrói.

Controle financeiro

Após abusar psicologicamente de você, o abusador começa a manipular o seu dinheiro. É comum o homem viver às custas da mulher e ainda querer decidir como o dinheiro é gasto. Também há casos de ele proibir a mulher de trabalhar e impedir que ela faça atividades comuns do dia a dia. Se você não possui abertura para conversar sobre dinheiro com o seu parceiro, é um ponto que já merece atenção.

Destruição de itens pessoais

Ao ganhar confiança no poder que possui na relação e na submissão de sua parceira, o abusador pode começar a destruir alguns itens pessoais da vítima dentro de casa. No meio de brigas, objetos podem ser jogados e quebrados – mas a agressão física ainda não acontece.

Exigência de relação sexual

O estupro dentro de um relacionamento não é raro. Ao não se respeitar a vontade da outra pessoa, fazer exigências, chantagear ou forçar uma relação sexual se está praticando abuso sexual.

Violência física

Depois de passar por todas as fases anteriores de abuso, a violência física também é gradual. Ela começa com empurrões, apertões e cuspes. Depois, ela pode evoluir para objetos jogados na pessoa, tapas e socos. Em casos mais extremos, pode chegar até o assassinato.

 

Como sair de um relacionamento abusivo?

Identificar que se está num relacionamento é o primeiro passo para sair dele – mas sabemos que não é fácil. Quando você está muito envolvida na situação, pode demorar a perceber e confundir o amor que você sente pelo abusador com a manipulação sofrida por ele.

Identifique os sinais de um relacionamento abusivo e saiba como sair dele

Por isso, tente se reconectar com as amigas afastadas e vá percebendo como são as outras relações amorosas ao seu redor. Se não se sente confortável em conversar com pessoas próximas a vocês, procure a ajuda de uma psicóloga para lhe ajudar no processo.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *