Aprenda como lidar com a insegurança e não ser mais paralisada por ela

por | out 19, 2021

A insegurança é um dos grandes males dos dias atuais. Ela, normalmente, está ancorada em relações interpessoais e em ambientes que nos proporcionam medo e estresse de alguma maneira. Infelizmente, não temos como nos isolar dessas situações, por isso, aprender como lidar com a insegurança pode ser essencial para a sua vida.

 

Quais sentimentos alimentam a insegurança?

Na maior parte das vezes, a insegurança está atrelada ao medo que a pessoa tem de não atingir expectativas (tanto criadas por ela quanto por outras pessoas), duvidando, assim, do seu potencial. Além disso, há também o receio de se ter uma vulnerabilidade exposta ou não obter sucesso, fazendo com que a pessoa paralise em seus atos.

Outro fator muito comum que desperta a insegurança é a comparação com a vida de outras pessoas. Cada pessoa está evoluindo e amadurecendo ao seu próprio tempo, além de viver experiências únicas. Por isso, comparar-se com o que julgamos sucesso de outra pessoa é ignorarmos tudo o que ela viveu – e o que você viveu também, além de só gerar frustração por você não “chegar lá”.

Neste sentido, o sentimento da incapacidade e do não merecimento levam a pessoa insegura a ter dois tipos de problemas: o com a sua autoestima, que é o jeito que os outros a vêem, e com a sua auto imagem, que é como ela vê a si própria. Por isso, é muito comum que essas pessoas acabem em relacionamentos abusivos e de dependência emocional, pois estão procurando um jeito de preencher este vazio.

 

Como lidar com a insegurança, então?

Pela insegurança ser o resultado dos medos interiorizados durante a vida, é muito importante entender, primeiramente, a origem desses medos. Uma segunda etapa poderia ser desafiar-se: levar o seu corpo à exaustão durante um exercício físico ou tomar um banho gelado são atividades que nos dão a sensação de que “vamos morrer”. Porém, ao “sair viva” da experiência, você percebe que o medo que a antecedeu era uma imaginação sua.

Por isso, fazer essas pequenas atividades do cotidiano pode ser o que lhe dará forças para enfrentar os seus medos de verdade. Com uma autoestima mais elevada, você será capaz de acreditar mais em si e, com o tempo, se tornar uma pessoa segura.

Porém, é importante frisar que, durante todo o processo, você não deve se culpar por eventuais “tropeços” que podem ocorrer, pois isso é normal. O medo que você levou a vida toda para construir não irá desaparecer de uma hora para outra simplesmente pelo fato de que agora você o percebe. Por isso, seja gentil consigo mesma e veja o quanto você evoluiu até o momento. Aprender como lidar com a insegurança é um processo que poderá levar anos.

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *